A osteoporose é uma doença que atinge uma grande parcela da população brasileira. Entre os grupos de risco estão pessoas com mais de 60 anos, em especial, às mulheres que já passaram pela menopausa. Isso acontece porque com a idade às pessoas tem um desgaste corporal maior que é natural, porém, algumas delas sofre um desgaste maior dos ossos, tornando-os fracos e frágeis.

 

É aqui que entra, portanto, a diferença da precisão entre os exames de imagem. Muitos vão servir para ajudar no diagnóstico, como radiografia e tomografia, porém, ainda melhor e mais preciso é a densitometria óssea.

 

Esse exame avalia a estrutura do osso, qual sua densidade, quão desgastado e fraco ele está, dentre muitas outras informações. Esse é um exame indolor, não invasivo e que dura em média 20 minutos. Com essa pequena quantidade de tempo é possível se obter um diagnóstico com muita exatidão, assim seu médico ortopedista pode tomar às medidas que se fizerem necessárias, para iniciar um tratamento de osteoporose, se for o caso.